29 de janeiro de 2010

Dias


Os dias passam todos os dias; e por essa repetição, esse movimento diário se torna despercebido. Apenas vemos a espera do nosso subconsciente pela manhã quando se aproxima a noite.  O tempo voa e não percebemos, deixamos de ser aquilo que um dia vivemos bem no começo dos nossos dias. Esquecemos de sentir nossas lembranças que nos moldarão com o tempo. Somos egoístas ao ponto de dizer, que não entendemos o fracasso e o cansaço que nos cerca na vulnerabilidade dos nossos momentos atuais. Mas o tempo é generoso. Perdemos a noção e não vemos o mundo girar. Mas as horas nunca deixaram de passar. Mas um dia o tempo pode parar; não na sua essência, mas na certeza de que a vida humana é como uma neblina; ela pode sumir dos nossos olhos, onde as mãos não vão ser capazes de impedir. Por isso não fique em silêncio vendo os seus dias serem iguais, e você continuar inerte na visão das possibilidades, pois elas sempre passam; e com elas novos conceitos para a sua jornada terrestre. Uma jornada de aventuras se deixarmos ser.


Victor Silveira do Carmo

1 Reações:

Drigo disse...

deixe o tempo ir,
mas nunca s esqueça d ir com ele!

Postar um comentário

Leitores recentes do blog