22 de janeiro de 2010

A mudança das cores

O movimento vem em minha direção e não me deixa mais ficar parado, cores vivas formas conteúdos estão sendo essências na minha frente e isso vai me satisfazendo. Eu queria estar num lugar diferente, mas não estou. Se acharem que eu enlouqueci, pergunte pra mim e eu só vou poder dizer que está tudo bem. Estou igual vivendo o inverso das minhas escolhas aparentes. Posso ver a beleza do todo como parte do total, por mais que se torne banal, e eu até me sinta mal; as cores que eu vejo são o que me diz para continuar. É necessário revelar o que ninguém sabe; jogar tudo num mar aberto de ilusão e ver as ondas acertarem o que eu planejava viver, um sentimento forte que não depende da sorte e nem daquilo que eu sou, mas sim do que me tornei. Hoje meu pensamento se liga nessa idéia mostrar a verdade que me parece por outros meios que não da perceber, mas jamais esquecer.

5 Reações:

Drigo disse...

siga as cores da VIDA, elas nos levam à lugares únicos.

Lucí disse...

"Tbm vivo o inverso das minhas aparentes escolhas".

A vida é assim, a gente planeja, mas sempre aparecem caminhos melhores e nem sempre é aquele que tem mais brilho e cor!.

;)

dianaBruna disse...

:)
legal
muito bonito =D

JAVIER AKERMAN disse...

Muito boa entrada. Ficar e viver aquí e agora é a cor da felicidade.
Um abraço.

Malu disse...

Iynla Vanzant diz em seu - livro UM DIA MINHA ALMA SE ABRIU POR INTIERO - que "Há uma ordem divina para tudo na vida. E por esse motivo o local onde você se encontra é exatamente onde você deveria estar."
Quanto às cores, meu amigo, não importam, porque seu caminho um dia poderá ser preto e branco e terá que ter a serenidade de caminhar por ele mesmo assim.
Belo e profundo texto.
Gostei!
Um abraço

Postar um comentário

Leitores recentes do blog