18 de janeiro de 2010

Vaidade

O vento pode levar o que os dedos não podem tocar, mas as mãos conseguem sentir. A solidão que se percebe quando estamos sozinhos. Existe apenas uma expressão de palavras roubadas pelo silêncio que impulsivamente torna fria a janela da alma. Apesar de um reflexo que torna o ambiente em meia luz, a visão que se tem em volta parece um tom de sépia. Creio ser a inevitável necessidade nascer por entre o peito e caminhar na transformação de uma ação. Mas a vaidade do ego humano há esconde, fazendo o coração agir sem à razão da vida, apenas para poupar as lágrimas de um momento. A saída talvez seja renovar a percepção do tempo. Trazer aos olhos o que restou das escolhas e aceitar que dessas e outras coisas surge uma realidade talvez nunca mais vivida de uma oportunidade.

Victor Silveira do Carmo


Foto: Nayane Poubel

7 Reações:

Superlativo disse...

Victor, muito obrigado por sua visita lá no Superlativo. Você escreve muito bem, de uma forma simples e direta, sem artifícios. É isso o que todos gostam de ler.

Abraços!

http://blogsuperlativo.blogspot.com/

dianaBruna disse...

Não sei se eu saquei direito o sentido do significado disso aí... mas tá bonito!
hehehehehehehe
=*

Pr Waldyr disse...

O texto é profundo e nos remete a inumeráveis compreensões. Isto é poesia! Isto é a capacidade que Deus dá a poucos na terra; saírem do campo da normalidade para viajarem pelos caminhos da imaginaçãolevando assim muitos à profundas reflexões. Nesse momento esse texto me faz pensar acerca da brevidade da vida. Mas também me conscientizou do grande valor desses breves momentos que o criador nos concede. Percebo então, que é necessário valorizar esse grande presente que Deus nos deu e assim viver da melhor forma possível glorificando o Criador. Que Deus o abençoe rica e abundantemente.

Pr. Waldyr

marjoriebier disse...

A única magia que existe é estarmos vivos e não entendermos nada disso. A única magia que existe é a nossa incompreensão.

cássia disse...

que profundo seus textos.Adorei conhecer seu blog.Parabéns.Já tô seguindo.
beijos

ticoético disse...

Concordo com a Marjorie,porque se soubéssemos todos os segredos a vida perderia a graça,você escreve muito bem,gostei do blog o cenário e tals,enfim,belo texto.
abraço !

Paula Souzza. disse...

ah que deliicia de blog *-*
me senti em casa, mesmo! não sei se podia, rs!
adorei aqui! :D
obg *-*
beijo!

Postar um comentário

Leitores recentes do blog