26 de março de 2010

Passos de um outono

Continuo a caminhar, e a me sentir distante. Os dias de outono se vão, junto às marcas dos meus passos. Um vento toca as minhas costas, e ao lado vejo mais uma folha cair; este mesmo vento que a traz para perto de mim, a leva para bem longe do meu olhar. Essa tem sido a cena dos meus dias e noites. Minha mente se vê em um clico remoto e presente. Sinto um abandono, porém uma forte esperança de que passe. Meus olhos aguardam por ver o seu sorriso, pois assim verão que tudo poderá mudar. Volto a sentir a sua saudade, ela tem sido a música dizendo tudo de mim por essas horas. A sua falta. Daria pra escrever um livro se eu fosse contar dos passos que passo por esses dias de outono. Mas vejo como necessário apenas que você saiba que suas mãos sintam, e seus ouvidos ouçam.

Victor Silveira do Carmo 

5 Reações:

Sil disse...

gostei!!! =)

A. disse...

Escreve bem, fio.

Tiago Moralles disse...

Valeu pela visita.
Bacana por aqui.
Microabraços.

Carlitos Rua disse...

Obrigado pela visita!!!!
Parabéns pelo blog.... vc faz mágicas com as palavras!!! Texto maravilhoso!!!

abraços

irãns disse...

escreve bem mesmo e gostei do titulo x)

Postar um comentário

Leitores recentes do blog